Brigadeiro de Paçoca

15-doces-no-copinho-14Festas Juninas, Julinas e Agostinas, me aguardem.

Não sei na sua família, mas na minha é assim… Ás vezes atrasa tanto, que a festa junina vira agostina.

E pra você, que assim como eu, não sabe preparar canjica, arroz doce, vinho quente e quentão, pegue aquele pote de paçoca e dê outra finalidade a ele. Anote:

1 lata de leite condensado

1 colher (sopa) de manteiga

1 colher (sopa) de chocolate em pó

2 colheres (sopa) de leite em pó

1 caixinha de creme de leite

15 paçocas do tipo rolha (para amassar)

Preparo:

Faça o brigadeiro: manteiga, leite condensado, chocolate em pó (e no lugar das demais colheres de chocolate, coloque leite em pó). Antes de chegar ao ponto de brigadeiro, misture 5 paçocas (trituradas).  Mexa bem e coloque o creme de leite. Mexa mais, até ficar homogêneo.

Numa vasilha, coloque 5 paçocas trituras, depois despeje o creme e decore com as outras 5 paçocas trituradas. Leve à geladeira.

Na hora de servir, disponibilize copinhos individuais de brigadeiro. Ah! Esse creme também fica bom pra salvar aquele bolinho com gosto de nada e cara de ninguém. 😉

 

Anúncios

Batata Palito Assada

13507254_612911535550935_7868949103896047701_n

Com vontade de comer uma batatinha, mas sem pique pra sujar o fogão e deixar sua cozinha com cheirinho de fritura? Seus problemas acabaram!

Anote aí os ingredientes:

3 batatas bem bonitonas

Azeite

Sal

Farinha de trigo

Margarina

Você vai precisar de faca, forno, assadeira, paciência e fome. É fácil de fazer, mas demora um pouquinho pra ficar pronta.

Descasque as batatas e depois fatie (tipo palito), mas não precisa ser muito fininha. Unte uma assadeira com margarina e distribua farinha de trigo. Disponibilize as batatas, coloque uma pitadinha de sal, dê uma regada com azeite e polvilhe farinha de trigo até deixar todas branquinhas. Leve ao forno médio por aproximadamente 1 hora. Na metade do tempo, pode virá-las pro “bronzeado” ficar uniforme.

O resultado é uma batatinha crocante por fora e macia por dentro. Muitoooo boa!

Salmão Assado

13509013_612909325551156_5889991656127750131_n

Hummmm! A receita de hoje é deliciosa.

O Salmão é tudo de bom! É tão bom que se for comparar, pode-se dizer que ele é a picanha dos peixes. A Brastemp dos mares. O Camaro Amarelo dos oceanos.

Tá certo que o mar não tá pra peixe e a situação não anda fácil pra ninguém. Mas vale investir nesta ideia pelo menos uma ou duas vezes por mês. Pegar uma promoção esperta. Se a sua família for pequena, então… Vish, dá pra se esbaldar: uma peça rende que é uma beleza.

A primeira atitude a ser tomada e ir num supermercado de sua confiança e escolher aquele salmão bonitão, rosado, lindo.

Chegando em casa coloque o peixão num refratário grande de vidro. Se não couber pegue a sua velha e boa “faca guinsu” e divida a peça ao meio. Ah! Aquela parte escura da pele pra baixo, ok?

Anote aí os ingredientes, além do Salmão (lógico):

2 limões grandes

Sal

Pimenta em pó

Alho

Cebolinha

Alecrim

Como fazer?

Mais fácil que tirar doce de criança (até porque as crianças de hoje não tão nada fáceis. A Supernanny que o diga):

Esprema os limões, espalhe um pouco de alho picadinho, cebolinha picadinha e alecrim. Coloque uma pitadinha de sal e outra da pimenta (tudo por cima do peixe). Feche o refratário com papel filme e deixe uma horinha na geladeira para marinar. Para os leigos, “pra marinar” é o mesmo que “pra curtir”.

Depois pré-aqueça o forno por cinco minutinho em fogo médio/alto e tire o refratário da geladeira, substituindo o papel filme por papel laminado, com o lado brilhante pro peixe e o lado fosco pra cima, ok? Leve ao forno.

Aguarde uns 20 ou 30 minutinhos dependendo do seu forno. Confira se está assado. Se não tiver, deixe mais um pouco. Se tiver pronto,  ponto pra você! Tire o papel alumínio pro peixe pegar um bronzeado, voltando ao forno por uns 5 ou 10 minutinhos (dependendo da potência do seu fogão).

Depois disso, aproveite muito, pois salmão já é delicioso só por ser salmão, imagine depois de passar uma temporada no forno com limão, sal, pimenta, alho e cebolinha. Hummmm!

Bommmm apetite!

Carne Moída

13445229_607314376110651_6087262028960972133_nCarne moída ou picadinho, chame como seu coração mandar! 😉

Simmmm! Este é um prato bem popular, barato, fácil de fazer e pode ser reconhecido como “quebra galho”.

Democrático, vai bem com pão francês, com arroz, na panqueca, no molho de massas e afins. Se você tem um picadinho pronto, o resto é brincadeira. Improviso e criatividade são mais que bem vindos. E aí? Vamos fazer?

– Vamoss!

Do que vai precisar?

Panela

Colheres

Garfo

Xícara

Fogão

Ingredientes:

400g de carne moída (da sua preferência… eu uso patinho, miolo de alcatra e tals)

Sal a gosto

1 tablete ou sache de caldo de carne

Orégano a gosto

Cheiro verde picadinho a gosto

Cebola picadinha a gosto

Alho picadinho a gosto

2 colheres (sopa) de óleo

Como fazer?

É muito fácil! rs

Em fogo baixo, adicione o óleo e frite a cebola e o alho. Adicione a carne (se achar necessário, coloque mais um pouco de óleo). Vá mexendo com a colher, amasse também com um garfo pra ela ficar no formato de carne moída (pedacinhos miudinhos). Aumente para o fogo médio e continue mexendo (enquanto isso, ela irá fritando).

Com meia xícara de água quente, dissolva o caldo de carne e despeje na panela. Mexa tudo. Acrescente o cheiro verde e o orégano. Mexa, feche a tampa e deixe cozinhando até secar a água. Pode ir mexendo de vez em quando pra não grudar.

Ah! A carne já solta água e você irá acrescentar mais um pouco de água com o caldo, certo? Porém se achar que não é o suficiente pra cozinhar, pode adicionar mais um pouquinho. Sem medo de ser feliz! O importante é que a carne fique cozida, ok?

Quando estiver pronta, acerte o sal e pronto! Sirva na panqueca, naquela receita de macarrão (do post anterior), na lasanha, na esfiha, no pastel, com arroz, no pãozinho, na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê!

Macarrão

13151473_592099167632172_4983503246117091574_n– Macarrão é tão vago. Que tipo de macarrão?

– Espaguete!

– Hummmm! Gostei!

– Eu também!

Saber preparar um espaguete simples é básico e praticamente obrigatório.

Notei que tava faltando esta receita no blog, afinal a gente aprende a preparar espaguete antes do arroz.

Lá nos “primórdios” da adolescência, o espaguete era a sensação, admita! Que atire a primeira pedra quem nunca viajou com os amigos (naquela época que ninguém sabia a diferença entre sal e açúcar) e um amigo mais esperto acabou com a fome de todos preparando este prato delicioso?

Pois é! Chegou a sua vez de aprender esta receita tão simpática.

Do que vai precisar:

Panelas

Colheres

Escorredor de macarrão

Garfos

Fogão

Ingredientes:

Espaguete (meio pacote)

Sal a gosto

Água

2 colheres (sopa) de óleo

1 pacote de molho pronto

Cebola a gosto

Alho a gosto

Orégano a gosto

Queijo ralado a gosto

Azeite

1 lata de atum

– Atum?

– É atum! Pra começar tá ótimo. Tem coisa mais prática que abrir uma lata de atum?

– Não.

– Então. Faz esta receita, depois tenta com carne (que dá mais trabalho).

– Ok!

Como fazer:

Ferva a água numa panela.

– Quanto de água?

– Bastante. Tipo 3 ou 4 litros. Encha uma panela grande de água e coloque pra ferver.

Ah! Acrescente o óleo (duas colheres de sopa) e o sal (uma colher de café). Quando estiver fervendo, acrescente o espaguete.

Levará aproximadamente uns 10 minutinhos pra cozinhar. Neste meio tempo, mexa algumas vezes para evitar que grude.

Enquanto isso, em outra panela… prepare o molho!

Em fogo baixo, aqueça um fio de azeite e coloque a cebola e o alho picadinhos. Acrescente o molho pronto, uma pitada de sal, o orégano e o atum. Misture tudo. Desligue o fogo e reserve.

O espaguete está pronto? Pode desligar o fogo. Coloque um copo de água filtrada (temperatura ambiente) para esfriar um pouco e mexa. Despeje todo o conteúdo no escorredor de macarrão.

Coloque o espaguete no seu melhor refratário e adicione o molho. Misture com a ajuda de dois garfos. Acrescente o queijo ralado e pronto!

Cookie Caseiro

13226857_592096060965816_6644630283614272744_n

Comprar esta delícia no supermercado está cada dia mais caro.

Quando eu morava com meus pais, aproveitava e me esbaldava, pois eles compravam. Hoje, não tenho coragem de pagar tão caro num pacotinho que acaba tão rápido.

Tá certo que é uma delícia, mas eu invisto nesta guloseima raramente. Então resolvi colocar as mãos na massa e fazer.

– Fica igual?

– Igualzinho não fica, confesso. Mas fica muito bom, pode acreditar!

E aí? Vamos começar a receita?

– Simmmm!

Vai precisar de:

Forma de alumínio

Bacia

Colheres

Fogão

Forno de microondas

Força nas mãos

Vontade de melecar as mãos

Ingredientes:

1/3 de xícara de aveia

1/3 de xícara de açúcar mascavo

1/3 de xícara de açúcar branco

1/3 de xícara de granola

4 colheres (sopa) de margarina sem sal

1 ovo batido

1 xícara bem cheia de farinha de trigo

1 colher (chá) de fermento

300g de chocolate ao leite picadinho

1 colher (chá) de essência de baunilha

– Essência de baunilha? Que isso?

– É pra auxiliar no sabor. Você encontra em qualquer supermercado na prateleira de fermento e afins.

– Ah tá!

Como fazer:

Numa vasilha misture a aveia, o açúcar mascavo, o açúcar comum, a granola, a farinha, o fermento e o chocolate. Mexa bem até ficar homogêneo. Reserve.

Numa xícara derreta a margarina, colocando 5 segundos no microondas. Em outra xícara, quebre o ovo (e verifique se não está estragado). Adicione a margarina derretida, o ovo e a essência na vasilha com os demais ingredientes. Misture tudo com as mãos até ficar uma massa homogênea e consistente.

-Tem que ser com as mãos, mesmo?

– Tem sim. E elas devem estar limpinhas, hein?

– Com colher não dá certo?

– Não, pois você irá amassar, apertar, misturar e mexer (tudo ao mesmo tempo), e a colher sozinha não faz isso. Coloque logo as mãos na massa, sem medo de ser feliz. É como brincar na areia da praia.

– Ok!

Massa pronta, lave as mãos e unte a forma. Com a ajuda de uma colher de sopa (use como medida), coloque porções (em formato de disco) espalhadas (com um pouco de distância para não grudar). Leve ao forno em fogo médio pré aquecido por 5 minutinhos e deixe assar por aproximadamente 12 ou 15 minutos.

Tire do forno e espere esfriar (os biscoitinhos irão endurecer enquanto esfriam, ficando com a consistência do cookie). Tá pronto! Hummmm!

Ah! Se quiser fazer a versão de chocolate, apenas acrescente 4 colheres (sopa) de chocolate me pó. Fica muito bom, também.