Creme de Papaia com Cassis (sugestão para o Dia dos Namorados)

cassiscover-660x437

Ontem fomos à casa da Pri pra um churras e chegamos atrasados, estrategicamente pra sobremesa (mas não foi de propósito, eu juro).

 

E a sugestão é para o dia dos namorados que vem chegando…

Anote os ingredientes:

3 unidades de mamão papaia;

Meio pote de sorvete de creme;

Licor de cassis a gosto.

Preparo:

Limpe, descasque e tire as sementes da fruta. Corte em cubos e bata no liquidificador com o sorvete até virar um creme. Coloque em taças individuais (e se quiser, leve ao freezer por 15 minutinhos pra manter a textura de sorvete, ou não), coloque uma colher de sopa de licor de cassis (ou mais) por cima do creme e sirva. Hummm… Delícia! 😉

Obs.: Não faça a receita com muita antecedência, pois o mamão pode escurecer.

 

Pizza de Frigideira – Caseira

shutterstock_1616815109-600x300.jpg

Esta receita eu “aprendi” no susto.

Sabe aquelas pizzinhas de frigideira que a gente compra no supermercado, pra ficar ali na zona de conforto, apreciando a preguiça? rs Pois é.

Dia desses resolvi inclui-la no cardápio do jantar. Fui ao mercado e comprei todos os ingredientes deliciosos para montá-la. Na hora de fazer, com tudo já engatilhado, notei que havia esquecido de comprar um item. Pois é, faltou “apenas” a pizzinha de frigideira. Coisa pouca, bobagem. Foi aí que apelei pra criatividade que estava adormecida e improvisei. Saca massa pra panqueca? Pois é. rs

Fiz a massa bem fininha e montei como pizza de frigideira. Não fica igual a original, mas não deixa de ser uma versão. Na hora do desespero é uma opção e tanto. Anote:

1 copo de leite

2 ovos

1 copo de farinha de trigo

1 colher de sopa de óleo ou azeite

1 pitadinha de sal

Coloque tudo no liquidificador e deixe até ficar homogêneo. Pré-aqueça uma “panquequeira” ou uma frigideira (daquelas que não grudam) com um fio de óleo ou azeite. Depois que esquentar o óleo, coloque a mistura com uma concha (dessas de feijão). Distribua o líquido por toda a frigideira, de maneira uniforme. Não coloque muito, apenas o suficiente para conseguir uma massa fina. Deixe assar rapidamente, até que ela comece a ficar sólida e a borda dourada. Com a ajuda de uma espátula ou espumadeira (como preferir), vire a massa e deixe dourar do outro lado. Reserve.

Repita o procedimento até acabar a mistura do liquidificador. (Ah! Pra aumentar a receita, dobre os ingredientes).

Depois monte a “pizzinha”: passe molho de tomate, coloque queijo e invista no recheio que preferir: carne, 4 queijos, frios, frango, peito de peru, etc. Agora faça o mesmo procedimento da opção comprada no mercado: coloque a massa já montada na frigideira com tampa, leve ao fogão em fogo baixo e aguarde 1 minutinho só pra derreter o queijo e aquecer os demais ingredientes. Tá pronto!

Sobremesa para o Dia dos Namorados

Crepe-Doce.jpgQuer fazer uma receita especial? Então anote essa receita que é sucesso!

Não precisa se descabelar que é tudo muito fácil. Cê pode até dizer que teve um trabalhão pra preparar…

Então chega de papo-furado e vamos lá!

Lembra daquela receita de sorvete (de 4 latas)? Então, vamos adaptá-la. Anote aí:

Liquidificador

*Não jogue a lata do leite condensado no lixo antes de finalizar tudo. É graças a ela que esta receita existe.

Ingredientes:

Leite Condensado

Creme de Leite

Leite em Pó

Leite

Doce de Leite (ingrediente diferencial da receita original)

Castanha e nozes (se quiser)

Jogue todo o conteúdo do leite condensado e do creme de leite no liquidificador. Pegue a lata de leite condensado vazia e use como medida para o leite líquido e o leite em pó. Bata tudo no liquidificador. Numa forma-magia em formato de cuore (ou coração, como preferir rs) devidamente preenchida com uma linda, saborosa e espessa camada de doce-de-leite-delícia, coloque a mistura do sorvete e leve ao freezer. Deixe congelar e está pronto. Depois é só desenformar e servir e com um acompanhamento.

Anote o acompanhamento:

Vá ao mercado e compre um pacote de pizza de frigideira. Na hora de servir o sorvete, aqueça a massa individualmente na frigideira por 2 ou 3 minutinhos (um pouco de cada lado). Leve a massa ao prato e divida ao meio. Com uma colher de sopa, espalhe o doce de leite num dos lados, distribua as castanhas e nozes por cima, cubra com a outra metade da massa. Sirva com o sorvete. Delíciaaaa!

Panqueca Sem Ovos

Panqueca.jpg

Dia desses fui repetir a receita de panquecas que aprendi a fazer durante uma ligação telefônica. (Pois é, liguei na casa da minha irmã me convidando pra jantar. Ela não ficou nada comovida e me ensinou, por telefone mesmo, a preparar panquecas).

Resolvi que faria panquecas pro jantar (novamente), enquanto perambulava pelo mercado. Do celular, acessei o blog, li as instruções e comprei os ingredientes. À noite preparei tudo, mas dobrei a receita. Ficou muitoooo boa, mesmo. Melhor que a primeira.

Aí, esta semana, mais uma vez apelei à panqueca, até porque tinha sobrado alguns ingredientes da outra vez, tipo farinha e ovos. Óbvio que eu não lembrava como fazia e recorri ao blog de novo (loucura, né? Eu tenho um blog de culinária e consulto as receitas cada vez que vou cozinhar). Fui lendo os ingredientes e recordando. Tive quase certeza que na última vez que preparei, dobrei tudo menos os ovos. Como o resultado final da panqueca anterior tinha ficado incrível, eu precisava saber quantos ovos tinha colocado (se tinha dobrado também ou não). Aí, como eles eram parte dos ingredientes que tinham sobrado, pensei: vou olhar quantos restam na caixinha pra saber quantos foram colocados da outra vez. Mas ao abrir a caixinha, tchanananam. Pasmem: ela estava inteirinha.

Ficou tão deliciosa que não notei no dia que havia esquecido um dos ingredientes principais. Diferente de quando fiz um bolo sem açúcar… Que virou um biscoitão gigante e duro.

Fiquei mais surpresa do que o dia que me peguei guardando cândida na geladeira. Só posso estar louca! Liguei pra minha mãe.

– Mãe? Cê-num-acredita. Tô locona!

– Que foi?

– Lembra daquela vez… (contei sobre minha descoberta culinária).

E agora estou aqui pra contar a novidade… Se você quer panqueca e acabou o ovo, não chore.

Anote a receita aí…

Os ingredientes são:

1 copo de leite

1 copo de farinha de trigo

1 colher de sopa de óleo ou azeite

1 pitadinha de sal

Ou seja, tudo menos os ovos.

Como preparar?

Muito fácil. Coloque tudo no liquidificador e deixe até ficar homogêneo. Pré-aqueça uma “panquequeira” ou uma frigideira (daquelas que não grudam) com um fio de óleo ou azeite. Depois que esquentar o óleo, coloque a massa com uma concha (dessas de feijão). Deixe assar rapidamente, até que ela comece a ficar sólida e a borda dourada. Com a ajuda de uma espátula ou espumadeira (como preferir), vire a panqueca e deixe dourar do outro lado. Reserve.

Repita o procedimento até acabar a mistura do liquidificador. (Pra aumentar a receita, dobre os ingredientes).

Depois recheie com o que quiser: carne, queijo, frios, frango e até brigadeiro. Enrole, coloque num refratário de vidro e aqueça no forno com molho de tomate e queijo ralado (para as opções salgadas, lógico).

E aí? Vai uma panqueca sem ovo?

Punk…eca. Ops! Panqueca.

13511052_612902775551811_7367156597606972980_nNum dia destes, bateu uma fome incontrolável na hora do jantar. Não tinha muita variedade na geladeira e a preguiçava tomava conta juntamente com a vontade de não gastar dinheiro. Foi aí que tive uma ideia incrível e supereconômica! Liguei pra minha irmã:

– Alô.

– Oi.

– Quêcêqué? (é assim que alguns irmãos se tratam)

– Quero jantar na sua casa! (rsrs)

– Não tem nada aqui.

– Vai recusar meu convite pra eu jantar na sua casa?

– Já recusei. (risada malvada)

– Não tem nada pra comer aqui.

– Tem ovo?

– Tem.

– Ah, então faz panqueca!

– Eu não sei.

– Eu ensino!

– C******, não vai me convidar mesmo?

– Não! Anota a receita aí…

Os ingredientes são:

1 copo de leite

2 ovos

1 copo de farinha de trigo

1 colher de sopa de óleo ou azeite

1 pitadinha de sal

– E o que eu faço com tudo isso?

Anota aí:

Coloque tudo no liquidificador e deixe até ficar homogêneo. Pré-aqueça uma “panquequeira” ou uma frigideira (daquelas que não grudam) com um fio de óleo ou azeite. Depois que esquentar o óleo, coloque a massa com uma concha (dessas de feijão). Deixe assar rapidamente, até que ela comece a ficar sólida e a borda dourada. Com a ajuda de uma espátula ou espumadeira (como preferir), vire a panqueca e deixe dourar do outro lado. Reserve.

Repita o procedimento até acabar a mistura do liquidificador. (Ah! Pra aumentar a receita, dobre os ingredientes).

Depois recheie com o que quiser: carne, queijo, frios, frango e até brigadeiro. Enrole, coloque num refratário de vidro e aqueça no forno com molho de tomate e queijo ralado (para as opções salgadas, obviamente… a não ser que você goste de brigadeiro com molho de tomate).

Fim!

Strogonoff Doce de Ovomaltine

13512150_612894072219348_1374076014803339691_nSabe quando você quer comer um doce diferente, mas não tem nenhum ingrediente diferente para tornar seu desejo, realidade? Pois é… São nestas situações que eu misturo tudo…

Lembram daquele strogonoff de chocolate? Então… Inventei outro. Anote aí!

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de Ovomaltine

1 lata de leite condensado

Uva passa a gosto

Castanha do Pará a gosto

5 colheres (sopa) de coco ralado (de pacotinho, mesmo)

1 colher de chá de margarina

Aqueça a margarina numa panela, misture o leite condensado. Agora, pra não grudar, continue tudo em “banho maria” (lembra né? Uma forma com água e a panela dentro). Acrescente o Ovomaltine. Mexa bem. Coloque o coco ralado, mexa mais. Leve ao congelador.

Uns 30 minutinhos depois, tire a panela do congelador e misture a uva passa e a castanha picadinha. Mexa. Coloque novamente no congelador por mais uns 10 minutinhos e pronto!

Pegue a sua melhor colher e não tenha medo de ser feliz!

Escondidinho de Frango

13528701_612885022220253_9016827633563837133_n

Não sei como é a receita original deste prato, mas aprendi fazer esta versão e confesso que é inacreditavelmente muito fácil. Vale a pena!

Resolve o dilema sobre “o que vou fazer hoje”, é uma opção muito mais saudável que comida congelada e de quebra é muito simples, rápido e não suja a cozinha.

Acha pouco ou quer mais? Quer mais? Fica muito bomm!

Vamos lá?

Vai precisar de:

Fogão

Panela

Refratário

Panela de pressão

Ingredientes:

1 peito de frango

5 batatas médias

1 cebola média picadinha

2 dentes de alho (ou duas colheres (café) de alho pronto)

2 colheres (sopa) de azeite

100 g de queijo parmesão ralado

Meio copo de requeijão

Meia xícara de molho de tomate

1/2 xícara de leite

2 colheres (sopa) de margarina

Sal a gosto

Como fazer

Muito fácil! Cozinhe o peito de frango na pressão por aproximadamente 15 minutinhos (comece contar o tempo depois que iniciar a pressão, não esqueça). Reserve.

Cozinhe a batata por 10 minutos na pressão.

Frite o frango com o azeite, cebola e sal. Depois acrescente o molho. Misture o requeijão. Reserve.

A batata ficou pronta? Amasse no ponto de purê, misturando com o leite e a manteiga. Coloque uma pitada de sal.

Num refratário, monte o prato da seguinte maneira: coloque uma camada de purê, uma de frango e outra de purê. Adicione o queijo ralado por cima e leve ao forno em fogo médio para gratinar, por 5 minutos.

Hummmm!

Carne Moída

13445229_607314376110651_6087262028960972133_nCarne moída ou picadinho, chame como seu coração mandar! 😉

Simmmm! Este é um prato bem popular, barato, fácil de fazer e pode ser reconhecido como “quebra galho”.

Democrático, vai bem com pão francês, com arroz, na panqueca, no molho de massas e afins. Se você tem um picadinho pronto, o resto é brincadeira. Improviso e criatividade são mais que bem vindos. E aí? Vamos fazer?

– Vamoss!

Do que vai precisar?

Panela

Colheres

Garfo

Xícara

Fogão

Ingredientes:

400g de carne moída (da sua preferência… eu uso patinho, miolo de alcatra e tals)

Sal a gosto

1 tablete ou sache de caldo de carne

Orégano a gosto

Cheiro verde picadinho a gosto

Cebola picadinha a gosto

Alho picadinho a gosto

2 colheres (sopa) de óleo

Como fazer?

É muito fácil! rs

Em fogo baixo, adicione o óleo e frite a cebola e o alho. Adicione a carne (se achar necessário, coloque mais um pouco de óleo). Vá mexendo com a colher, amasse também com um garfo pra ela ficar no formato de carne moída (pedacinhos miudinhos). Aumente para o fogo médio e continue mexendo (enquanto isso, ela irá fritando).

Com meia xícara de água quente, dissolva o caldo de carne e despeje na panela. Mexa tudo. Acrescente o cheiro verde e o orégano. Mexa, feche a tampa e deixe cozinhando até secar a água. Pode ir mexendo de vez em quando pra não grudar.

Ah! A carne já solta água e você irá acrescentar mais um pouco de água com o caldo, certo? Porém se achar que não é o suficiente pra cozinhar, pode adicionar mais um pouquinho. Sem medo de ser feliz! O importante é que a carne fique cozida, ok?

Quando estiver pronta, acerte o sal e pronto! Sirva na panqueca, naquela receita de macarrão (do post anterior), na lasanha, na esfiha, no pastel, com arroz, no pãozinho, na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê!

Macarrão

13151473_592099167632172_4983503246117091574_n– Macarrão é tão vago. Que tipo de macarrão?

– Espaguete!

– Hummmm! Gostei!

– Eu também!

Saber preparar um espaguete simples é básico e praticamente obrigatório.

Notei que tava faltando esta receita no blog, afinal a gente aprende a preparar espaguete antes do arroz.

Lá nos “primórdios” da adolescência, o espaguete era a sensação, admita! Que atire a primeira pedra quem nunca viajou com os amigos (naquela época que ninguém sabia a diferença entre sal e açúcar) e um amigo mais esperto acabou com a fome de todos preparando este prato delicioso?

Pois é! Chegou a sua vez de aprender esta receita tão simpática.

Do que vai precisar:

Panelas

Colheres

Escorredor de macarrão

Garfos

Fogão

Ingredientes:

Espaguete (meio pacote)

Sal a gosto

Água

2 colheres (sopa) de óleo

1 pacote de molho pronto

Cebola a gosto

Alho a gosto

Orégano a gosto

Queijo ralado a gosto

Azeite

1 lata de atum

– Atum?

– É atum! Pra começar tá ótimo. Tem coisa mais prática que abrir uma lata de atum?

– Não.

– Então. Faz esta receita, depois tenta com carne (que dá mais trabalho).

– Ok!

Como fazer:

Ferva a água numa panela.

– Quanto de água?

– Bastante. Tipo 3 ou 4 litros. Encha uma panela grande de água e coloque pra ferver.

Ah! Acrescente o óleo (duas colheres de sopa) e o sal (uma colher de café). Quando estiver fervendo, acrescente o espaguete.

Levará aproximadamente uns 10 minutinhos pra cozinhar. Neste meio tempo, mexa algumas vezes para evitar que grude.

Enquanto isso, em outra panela… prepare o molho!

Em fogo baixo, aqueça um fio de azeite e coloque a cebola e o alho picadinhos. Acrescente o molho pronto, uma pitada de sal, o orégano e o atum. Misture tudo. Desligue o fogo e reserve.

O espaguete está pronto? Pode desligar o fogo. Coloque um copo de água filtrada (temperatura ambiente) para esfriar um pouco e mexa. Despeje todo o conteúdo no escorredor de macarrão.

Coloque o espaguete no seu melhor refratário e adicione o molho. Misture com a ajuda de dois garfos. Acrescente o queijo ralado e pronto!